Voltar para a lista
Título Autor Data Formato Tema

»Vivacidade. A animação do espaço público como estado e como acção municipal.«

  • Gomes, Pedro

2011

Tese

  • Desenho Urbano e Esp. Púb.

Tese do Mestrado em Estudos do Espaço e do Habitar em Arquitectura de Faculdade de Arquitectura de Lisboa.

Orientação de Jorge Carvalho e Carlos Dias Coelho.

Resumo - No seio do debate em torno de uma alegada crise do espaço e da vida publica contemporâneos, o termo animação surge com alguma frequência, dando conta de dinâmicas de utilização dos espaços, de um tipo de intervenção sobre o espaço publico e, também, como objectivo da actuação sobre o mesmo. E por esta polissemia do termo, significando simultaneamente um estado (a intensidade da vida social e das suas manifestações) e uma acção (de animar, de dar vida), que a presente investigação parte do pressuposto de que a animação do espaço publico constitui uma legitima preocupação dos municípios. No entanto, reconhece, igualmente, que os contornos imprecisos da expressão animação do espaço publico dificultam a sua afirmação enquanto desígnio aglutinador de parte da intervenção municipal sobre o espaço publico. Por conseguinte, busca delimitar o campo de actuação municipal na animação dos espaços públicos, para tal apresentando uma concepção normativa de espaço publico animado, concretizada num conjunto de indicadores; os factores que potenciam a sua existência; e a forma como a administração urbanística e a acção cultural e recreativa podem ser empregues para a sua promoção.


Abstract - The word “animation” appears on occasion within the debate around an alleged crisis of both public life and public spaces in contemporary cities, referring to the dynamics of public space use, to interventions in public space and to the purpose of those interventions.Given the word’s polysemy, meaning both a state (the intensity of social life and of its manifestations) and an action (of animating, of enlivening), this piece of research assumes that public space animation is a legitimate concern of municipalities. However, it also acknowledges that the phrase’s imprecise contours pose an obstacle to boosting public space animation as a policy domain bringing together part of the municipal intervention on public spaces. Consequently, this dissertation seeks to establish the scope of municipal actions of public space animation. To do so, it puts forward a normative conception of animated public space, given shape in a set of indicators; the factors underlying it; and the ways urban administration and cultural and recreational action can be deployed to promote it.

Download

(externo)

Considere fornecer-nos alguns dados sobre si.
​Nenhum campo é obrigatório.





Edição:

FAUTL

Ver Também: